Deixe um comentário

É possível controlar nossos sonhos?

Pesquisadores comprovam que é possível resolver problemas durante o sono, mas técnica ainda é incerta e requer prática.

É possível assumir o controle dos nossos sonhos e determinar exatamente aquilo que desejamos visualizar em nossa mente durante a noite? Estudos relacionados a técnicas de controle mental defendem que sim, e a boa notícia é que basta um pouco de prática para que qualquer um possa desfrutar dessa alternativa.

Quem defende a tese é Deirdre Barrett, professora de psicologia da Universidade de Harvard e autora do livro “The Committee of Sleep” (algo como “O Comitê do Sono”, ainda sem título em português). Segundo Deirdre, apesar de a técnica não ser precisa, testes realizados por ela comprovaram ser possível aumentar o percentual de pessoas que controlam os sonhos apenas empregando metodologias terapêuticas corretas.

Transformando sonhos em realidade

A proposta da pesquisadora é que qualquer pessoa possa utilizar as horas de sono como uma ferramenta auxiliar na tomada de decisões e na solução de problemas cotidianos. Para isso, ela realizou um estudo envolvendo 76 estudantes.

Primeiramente, ela passou dois problemas comuns a todos os alunos: cada um deles teria que decidir onde passaria as férias ou de que maneira iria dispor a mobília em suas casas. O método proposto por Deirdre sugeria que, antes de dormir, todos os estudantes mantivessem o foco em um desses dois temas, até que adormecessem. A experiência foi feita durante uma semana.

Ao final do período, Barrett constatou que mais da metade dos estudantes havia conseguido sonhar com um dos assuntos propostos e pelo menos um terço dos pesquisados resolveu o problema durante o sono. Ela cita o exemplo de um aluno que estava em dúvida se deveria cursar a faculdade em Massachussetts ou na Califórnia.

Em um dos sonhos ele relatou que estava voando de avião para a universidade da Califórnia, mas devido a um problema na aeronave o piloto foi obrigado a pousar em Massachussetts. Além disso, o jovem indicou que no sonho o comandante fazia referências ao fato de haver uma luz brilhante na localidade fora da rota.

Como isso funciona?

Técnicas como essa não são exatamente uma novidade. Os sonhos lúcidos foram identificados pela primeira vez pelo psiquiatra holandês Frederik van Eeeden, na década de 30. Sua evolução mais bem-sucedida atende pelo nome de IRT (Imagery Rehearsal Therapy), uma técnica que auxilia vítimas de traumas a se recuperar de pesadelos recorrentes.

Segundo estatísticas, estima-se que somente nos Estados Unidos cerca de 3 milhões de pessoas sofram de males como esse. A técnica do IRT consiste em induzir o paciente a substituir imagens de pesadelo por outras referências mentais mais amenas. Um exemplo: em vez de pensar em um monstro, associar a imagem com a de um cachorro fofinho.

Durante o tratamento, a substituição de imagens tristes por visões alegres deve ser feita com a exposição do paciente a 15 minutos diários de imagens positivas. Um trabalho similar realizado pelo San Diego Healthcare System resultou em 33% de resultados positivos entre os pacientes.

“Durante um sonho lúcido, é possível agir em vez de apenas reagir”, explica Jane Gackenbach, professor de psicologia da Universidade Grant MacEwan em Alberta, no Canadá, e autor do livro “Play Reality”. Segundo ele, 58% das pessoas já experimentaram um sonho lúcido ao menos uma vez na vida.

Gackenbach atualmente pesquisa como os jogos de video game de caráter militar podem ajudar os combatentes a minimizar pesadelos relacionados com ações de guerra. “Em sonhos militares, soldados que raramente jogam video game não costumam conseguir puxar o gatilho, ficando com medo diante do perigo”, explica.

“Já aqueles que jogam com mais frequência conseguem conduzir mecanismos de defesa mais eficientes, como se esconder atrás de uma pedra ou mesmo contra-atacar, minimizando a sensação de impotência diante dos sonhos”, completa.

Assumindo o controle

O controle dos sonhos é algo inexato. Não há como prever ainda se a técnica será bem-sucedida para uma pessoa, ainda que ela pratique bastante. Entretanto, de maneira simples, é possível realizar alguns testes, baseando-se nas teorias sobre o assunto, que podem auxiliá-lo de alguma forma a assumir o controle dos sonhos.

Uma das técnicas mais difundidas funciona da seguinte forma: ao lado de sua cama, deixe um pequeno bloco de anotações com uma caneta e, sempre antes de dormir, anote o assunto com que deseja sonhar. Quanto mais detalhes você conseguir descrever, melhor. Se preferir, inclua nele um questionamento com relação a alguma decisão que você precise tomar. Releia o que escreveu e, já com a luzes apagadas, mentalize o assunto o quanto puder.

Quando estiver quase adormecendo, tente focar a sua história no ponto de vista de primeira pessoa, algo como se você estivesse visualizando a si mesmo como um personagem da história que estará se passando em sua mente. Programe se despertador para acordar no meio da noite e, quando ele tocar, anote imediatamente o que sonhou.

Segundo os especialistas, o que difere um sonho lúcido de um sonho convencional é que na primeira modalidade você tem plena consciência de que está sonhando, enquanto na segunda você apenas reage à medida que as imagens e histórias surgem na sua mente.

Vale ressaltar que o uso de técnicas como essas com fins terapêuticos precisam ser realizadas sob a orientação de um profissional de saúde. Assim, não espere resultados apenas com as indicações desse texto. Será que a partir de agora você conseguirá direcionar aquilo que sonha?

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/saude/17206-e-possivel-controlar-nossos-sonhos-.htm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: